Tamanho do texto

Denver (EUA), 28 ago (EFE).- A postura do candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, de defender o direito da mulher ao aborto enfureceu os grupos contrários a essa prática, que protestaram durante os últimos dias em Denver.

Na Convenção Democrata realizada na capital do Colorado, alguns ativistas dos direitos da mulher afirmaram que Obama se transformará, se chegar à Casa Branca, no primeiro presidente "pró-escolha", como são qualificam os defensores do direito da mulher de decidir sobre o aborto.

A postura do candidato democrata enfureceu esses grupos, que no começo da semana colocaram um grande cartaz na encosta de uma montanha com o lema "Os democratas destroem as crianças não nascidas".

Ontem à noite, a Polícia deteve treze ativistas contrários ao aborto, entre eles o fundador do grupo "Operação Resgate", Randall Terry, após bloquear uma das entradas à Convenção Democrata.

Cerca de 50 policiais cercaram os manifestantes, que rezaram sentados na entrada da Convenção. EFE pgp/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.