Grupo talibã paquistanês cancela cessar-fogo em região fronteiriça

Islamabad, 28 abr (EFE).- O grupo talibã paquistanês Tehrik-e-Taliban cancelou hoje o acordo com o Governo que o levou na semana passada a anunciar um cessar-fogo na zona tribal do Waziristão do Sul, na fronteira com o Afeganistão.

EFE |

Em comunicado divulgado pela rede de televisão "Geo", o porta-voz do grupo, o mulá Omar, acusou o Governo de descumprir seu compromisso de retirada do Exército da zona, o que, na sua opinião, mostra suas verdadeiras intenções sobre o acordo.

Na quarta-feira passada, o chefe tribal Baitullah Mehsud, líder do grupo insurgente, ordenou que seus homens respeitassem um cessar-fogo, enquanto avançavam as negociações de um acordo de paz com o Executivo.

O acordo previa a retirada dos membros do Exército da região, onde só ficariam guardas de fronteiras, e a troca de prisioneiros.

Mehsud, acusado pelo Governo anterior do assassinato da opositora Benazir Bhutto, é um dos principais líderes talibãs paquistaneses que em 2007 iniciou um confronto armado contra o regime do presidente Pervez Musharraf.

O novo Executivo, liderado pelo Partido Popular do Paquistão (PPP) de Bhutto, empreendeu uma política de negociações com diferentes líderes tribais para tentar pacificar a região da fronteira com o Afeganistão. EFE igb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG