Grupo reformista pede autorização para grande marcha em Teerã

Teerã, 18 jun (EFE).- A Associação de Clérigos Combatentes, uma das principais plataformas reformistas do Irã, pediu ao Governo que autorize uma grande manifestação no sábado a favor do candidato Mir Hussein Moussavi.

EFE |

A marcha partiria de uma importante rua da capital Teerã e seguiria até uma praça na zona oeste da cidade, a mesma onde, na segunda-feira, pelo menos sete pessoas morreram num confronto com entre manifestantes e membros da milícia islâmica Basij, afim ao Governo.

Segundo o site pró-reformista "Kalame", o pedido de autorização para o protesto foi feito por carta ao prefeito de Teerã. No requerimento, a Associação de Clérigos Combatentes diz que quer realizar a manifestação entre das 16h às 19h (9h30 às 12h30 de Brasília).

A previsão é que a marcha conte a com a participação de Moussavi e de membros renomados da organização reformista, como o ex-presidente Mohamed Khatami.

Desde terça-feira, o Ministério do Interior declarou ilegais todas as manifestações a favor de Moussavi. Em outra medida polêmica, também proibiu a cobertura da imprensa estrangeira.

Hoje, os eleitores do candidato pró-reformista, que denunciou fraudes nas eleições presidenciais da última sexta-feira, devem voltar a se reunir a partir das 16h (9h30 de Brasília).

O local marcado foi uma praça no centro da cidade e, a pedido dos organizadores, muitos devem aparecer de preto para honrar as vítimas dos confrontos no começo da semana. EFE jm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG