Grupo rebelde afirma que sabotou encanamento de gás na Nigéria

Lagos, 12 ago (EFE) - Um grupo rebelde que opera na região produtora de petróleo do sul da Nigéria assumiu a responsabilidade de uma sabotagem cometida contra um encanamento de gás da Corporação Nacional Nigeriana de Petróleo.

EFE |

O grupo Vigilante do Delta do Níger (NDV, em inglês), subordinado ao Movimento para a Emancipação do Delta do Níger (Mend), disse hoje em um e-mail que milicianos atacaram na segunda-feira o oleoduto que leva gás da usina de Alakiri à refinaria de Port Harcourt, no estado nigeriano de Rivers.

O movimento indica que a sabotagem foi realizada pela "unidade de submarinistas" para demonstrar que o grupo é capaz de "operar sob a água", mas não traz outros detalhes do ataque.

A usina de gás de Alakiri pertence à multinacional petrolífera Shell.

O oleoduto atravessa várias zonas do Níger e porta-vozes da Shell disseram que uma equipe de investigadores da empresa está sobrevoando a área para "constatar se as instalações sofreram algum dano".

O Mend e outros grupos armados retomaram em julho os ataques contra instalações petrolíferas no sul nigeriano e também os seqüestros do pessoal das empresas que atuam na região. EFE da/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG