Grupo prevê temporada agitada de furacões no Atlântico

MIAMI (Reuters) - O grupo de pesquisas climáticas Tropical Storm Risk, de Londres, apresentou na quarta-feira sua previsão para a temporada de furacões em 2008 no Atlântico Norte, com a expectativa de 18 tempestades tropicais, das quais 9 tornando-se furacões propriamente ditos, sendo 4 ou 5 intensos, com ventos superiores a 170 quilômetros por hora. Duas das cinco tempestades que já se formaram neste ano -- Bertha e Dolly -- atingiram a força de furacões (ventos acima de 119 quilômetros por hora), dissipando-se sobre o Atlântico e na costa do Texas, respectivamente.

Reuters |

Até o mês passado, o Tropical Storm Risk estimava que os EUA teriam nesta temporada 35 mais furacões do que na média histórica. Pela nova previsão, serão 90 por cento mais furacões que o normal.

Em média, cada temporada tem cerca de dez tempestades, das quais seis viram furacões. Na temporada recorde de 2005 houve 28 tempestades, inclusive o devastador furacão Katrina.

Um dos principais fatores que motivaram a nova avaliação foi a previsão de queda nos ventos que sopram para oeste no Caribe e Atlântico Norte em setembro. Isso, segundo os pesquisadores, contribui com a formação de mais tempestades, e mais intensas.

Além disso, a água entre o oeste da África e o Caribe deve estar ligeiramente mais quente que o normal em agosto e setembro, o que também alimenta as tempestades.

(Por Tom Brown)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG