Londres, 20 ago (EFE).- A News International, filial britânica da News Corporation, do magnata australiano Rupert Murdoch, anunciou hoje o fim do jornal gratuito londrino thelondonpaper, lançado em 2006.

A News International informou sobre os planos depois que o jornal, que tem uma tiragem de 500 mil exemplares, registrou perdas brutas de 12,9 milhões de libras (quase 15 milhões de euros) no ano fiscal encerrado em 29 de junho de 2008.

A decisão é a última tentativa do grupo de colocar fim aos conteúdos de notícia gratuitos, depois que Murdoch disse no começo do mês que seus meios de comunicação na internet passarão a cobrar dos leitores no próximo ano.

O presidente da News Corporation para a Europa e a Ásia, James Murdoch, filho do magnata, elogiou à equipe do "thelondonpaper", do qual destacou seu "design inovador" e seu "enfoque fresco", mas ressaltou que "o andamento do negócio no difícil setor dos jornais gratuitos não respondeu às expectativas".

A agência internacional de classificação de risco Fitch informou que o jornal, cujos funcionários iniciarão agora um mês de consultas com a empresa, "provavelmente" não será o último obrigado a fechar as portas no Reino Unido, dado o contexto atual de recessão e baixa receita publicitária.

O anúncio da News International, que publica os jornais britânicos "The Times" e "The Sun", coloca fim à guerra de vespertinos gratuitos que começou em Londres há três anos.

O "Thelondonpaper", que costuma ser distribuído na saída das estações de metrô, foi lançado em setembro de 2006, e, em resposta, o grupo Associated Newspapers começou a produzir o "London Lite".

EFE pa/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.