Grupo ligado à Al Qaeda assume recentes atentados no Iraque

Cairo, 25 ago (EFE).- Um grupo vinculado à Al Qaeda assumiu hoje a autoria dos atentados que, na última quarta-feira, mataram 87 pessoas e feriram 1.

EFE |

203 em Bagdá.

O anúncio foi feito pela organização Estado Islâmico do Iraque, em nota publicada num site que costuma veicular mensagens de grupos islâmicos.

Na sexta-feira passada, as autoridades iraquianas atribuíram os ataques a membros do extinto Partido Baath, ao qual pertencia o presidente executado Saddam Hussein.

As explosões da semana passada tiveram como alvo vários ministérios no centro de Bagdá, inclusive o de Assuntos Exteriores e o de Finanças.

O comunicado emitido hoje, assinado pelo "Ministério de Informação do Estado Islâmico do Iraque", classifica os ataques como uma "invasão ao coração de Bagdá". A nota também diz que o alvo dos atentados eram ministérios e "alguns abrigos do mal".

"Anunciamos nossa responsabilidade nesta invasão sagrada e esclarecemos, como sempre temos esclarecido, que nossos alvos são os rincões deste Estado maldito e aqueles que o apóiam", acrescenta a nota.

O Estado Islâmico do Iraque, criado em outubro de 2006 e diretamente ligado à Al Qaeda, é uma organização da qual fazem parte oito grupos armados iraquianos. EFE hh/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG