Grupo independente absolve Palin por demitir comissário

Washington, 3 nov (EFE).- Um grupo independente de investigação absolveu hoje Sarah Palin, governadora do Alasca e candidata republicana à Vice-Presidência dos Estados Unidos, pela demissão de um comissário de segurança pública em seu estado.

EFE |

Segundo as denúncias, a companheira de chapa do republicano John McCain à Presidência dos EUA teria abusado de seu poder ao demitir o comissário Walt Monegan.

Em declaração, o conselho indicou que no caso de Monegan "não existe causa provável para acreditar que a governadora ou algum outro funcionário violou as normas éticas do estado em relação a assuntos deste tipo".

Segundo as denúncias, Palin teria ordenado a demissão de Monegan depois que ele se negou a despedir o agente Mike Wooten depois que este se divorciou da irmã da governadora após um disputado processo judicial.

O problema tinha passado despercebido até que McCain anunciou no final de agosto que Palin seria sua companheira de chapa nas eleições de amanhã. EFE ojl/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG