Grupo faz novo protesto e pede libertação de presos em Cuba

HAVANA - As Damas de Branco, um grupo de mães e mulheres de presos políticos cubanos, realizaram na terça-feira um segundo dia de protestos para pedir a libertação de seus familiares e o respeito aos direitos humanos em Cuba, com uma marcha repudiada por cerca de 150 partidários do governo.

Reuters |

O protesto de cerca de 22 mulheres coincide com o sétimo aniversário da chamada "Primavera Negra", de março de 2003, quando o governo condenou 75 opositores em julgamentos sumários a penas de entre 6 e 28 anos de prisão.

AFP
Damas de Branco gritam em frente a segurança do sindicato dos jornalistas em Havana

Damas de Branco gritam em frente do sindicato dos jornalistas


"Liberdade, liberdade!", exclamou o grupo de mulheres de oposição, levando em sua mão direita uma flor na frente da sede dos jornalistas cubanos em Havana.

Imediatamente, porém, começaram a receber o repúdio verbal de aproximadamente uma centena de cubanos nas ruas de Havana ante o olhar de agentes do governo que, vestidos à paisana, evitaram os enfrentamentos físicos entre partidários do sistema comunista e as Damas de Branco.

"Viva Fidel! Viva Raúl! A rua é da revolução!", foram alguns dos bordões de um grupo de cubanos partidários do governo.

AFP
Partidários do governo cubano repudiam manifestação de Damas de Branco

Partidários do governo repudiam manifestação de Damas de Branco


Um homem não identificado com uma camiseta negra, aparentemente opositor, foi empurrado e detido pelos agentes cubanos pouco antes de as mulheres chegarem à casa de Laura Pollán, líder das Damas de Branco, em um bairro no centro de Havana.

Pollán disse que esta semana haverá marchas todos os dias. "O que aconteceu hoje (terça-feira) foi o mesmo de sempre, quando turbas do governo nos repudiam, mas nós continuamos gritando liberdade", disse por telefone Alejandrina García, esposa de Diosdado González, condenado a 20 anos de prisão durante a "Primavera Negra".

Leia mais sobre Cuba

    Leia tudo sobre: cuba

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG