Grupo do Rio promove encontro para dar boas-vindas a Cuba

Costa do Sauípe (Brasil), 15 dez (EFE).- O Grupo do Rio se reunirá amanhã no marco da Cúpula da América Latina e do Caribe (Calc) para formalizar a entrada de Cuba no único mecanismo político da região, dando as boas vindas ao ditador Raúl Castro.

EFE |

As boas-vindas à ilha caribenha ocorrerão em uma reunião na qual está prevista a presença de Raúl Castro, que participará na Costa do Sauípe de sua primeira cúpula no exterior desde que assumiu o poder, primeiro de forma interina em agosto de 2006 e de maneira definitiva em fevereiro deste ano.

"Será uma cúpula curta, unicamente para a entrada simbólica de Cuba ao Grupo do Rio", disse à Agência Efe uma fonte diplomática brasileira.

O Grupo do Rio, criado há 22 anos, anunciou a entrada de Cuba como membro pleno em 13 de novembro durante sua 27ª reunião ministerial, realizada em Zacatecas, no México.

A entrada de Cuba, que tinha sido debatida em anos anteriores e rejeitada por vários membros do mecanismo, finalmente recebeu o sinal verde na reunião de Zacatecas de maneira quase surpreendente, pois o assunto não figurava entre os principais da agenda.

Com sua incorporação ao Grupo do Rio, Cuba avança rumo à integração latino-americana, destacou recentemente o ministro de Relações Exteriores da ilha, Felipe Pérez Roque.

Apesar da curta reunião do Grupo do Rio ainda não figurar na agenda das cúpulas que se celebrarão entre amanhã e quarta-feira em Costa do Sauípe, o Ministério de Relações Exteriores confirmou sua realização.

"Vamos encaixá-la entre as reuniões de amanhã", explicou a citada fonte diplomática.

De fato, o logotipo do Grupo do Rio figura em todos os documentos oficiais que circulam em Costa do Sauípe, junto com o do Mercado Comum do Sul (Mercosul), o da União de Nações Sul-americanas (Unasul) e o da Calc, os outros encontros que completam a série de cúpulas.

A reunião do Grupo do Rio, apesar de ser uma mera formalidade para oficializar a entrada de Cuba, possui especial importância pela presença de Raúl Castro, que desde antes de chegar ao Brasil se perfilou como protagonista dos encontros regionais desta semana.

Além de participar das cúpulas, o presidente cubano fará uma visita oficial ao Brasil na próxima quinta-feira.

O Grupo do Rio foi criado em 18 de dezembro de 1986 no Rio de Janeiro como um mecanismo permanente de consulta e concertação política da América Latina e no Caribe. EFE joc/ab/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG