Grupo desconhecido reivindica atentado contra hotel Marriot em Islamabad

ISLAMABAD - Um grupo desconhecido e intitulado Fedahedines do Islã reivindicou nesta segunda-feira a responsabilidade pelo atentado suicida contra o hotel Marriot de Islamabad, que causou pelo menos 60 mortos no sábado, em uma ligação telefônica ao canal Al Arabiya, com sede em Dubai.

AFP |

As autoridades paquistanesas perseguia nesta segunda-feira a célula da rede Al-Qaeda suspeita de ter cometido o atentado que ameaçou a vida do presidente e do primeiro-ministro.

Na noite de sábado, um suicida jogou um caminhão com 600 kg de explosivos em frente à barreira de segurança desse luxuoso hotel, que foi reduzido a escombros.

O presidente paquistanês, Asif Ali Zardari, e seu primeiro-ministro, Yusuf Raza Gilani, tinham programado um jantar no hotel Marriott na hora em que ocorreu o atentado, mas mudaram os planos de última hora, informou nesta segunda-feira o ministério do Interior.


Explosão deixou uma cratera em frente ao hotel / AFP

O ataque

No sábado, um caminhão com cerca de 600 quilos de explosivos se chocou com a entrada do hotel, o mais luxuoso de Islamabad e considerado um local seguro para estrangeiros e paquistaneses importantes.

O ataque suicida matou pelo menos 60 pessoas, incluindo o embaixador tcheco, dois fuzileiros americanos e uma mulher vietnamita, além de ferir mais de 250.

O número de mortos pode subir já que equipes de resgate ainda buscam sobreviventes soterrados nos escombros do hotel. Um agente do serviço secreto dinamarquês desaparecido pode estar entre as vítimas.

Carros ficam completamente destruídos em incêndio
Carros ficam completamente destruídos após explosão / AP

A força do ataque pode ter danificado irremediavelmente o prédio e existe o temor que ele desabe a qualquer momento. A explosão abriu uma cratera de 6 metros de diâmetro e causou um incêndio que durou várias horas.

O militante mais famoso do país, Baitullah Mehsud, suspeito do atentado que matou a ex-premiê Benazir Bhutto em dezembro, negou envolvimento.

Leia mais sobre atentado no Paquistão

    Leia tudo sobre: paquistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG