Grupo desconhecido assume autoria de atentado contra ônibus na Grécia

ATENAS - Um grupo até agora desconhecido se responsabilizou, nesta terça-feira, pelo ataque armado perpetrado na madrugada de hoje contra um ônibus que transportava 23 agentes antidistúrbios no bairro de Gudi, em Atenas.

EFE |

Um desconhecido fez uma chamada telefônica ao portal de internet "zougla.gr" e disse pertencer ao grupo "Ação Popular", ao qual atribuiu o atentado que atingiu o veículo policial a tiros, sem registro, no entanto, de vítimas.

As balas estouraram um pneu e deixaram um grande orifício no motor do ônibus.

Makis Triantafilopulos, diretor do portal que recebeu a denúncia, declarou que o desconhecido também advertiu sobre um mecanismo explosivo em uma lata de lixo perto do quartel policial do bairro de Omonia, no centro de Atenas. A informação não era verídica.

No local do incidente contra o ônibus, a Polícia encontrou sete cápsulas de balas de 7,62 milímetros de um fuzil, informaram fontes de segurança à imprensa local.

As autoridades afirmam que os disparos foram efetuados do campus universitário de Gudi.

Trata-se do segundo atentado em uma semana contra um ônibus policial, após um ataque efetuado por desconhecidos com bombas incendiárias que deixou totalmente carbonizado um outro veículo oficial em uma rua da capital, também sem deixar vítimas.

Os dois incidentes se enquadram nos inúmeros atos de violência suscitados na intensa onda de protestos e distúrbios sociais provocada pela morte de um jovem de 15 anos por um disparo de um policial em Atenas, no último dia 6.

Leia mais sobre: ataques - Grécia

    Leia tudo sobre: ataque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG