Grupo de hackers Anonymous invade site do governo americano

A conta do Anonymous no Twitter confirma que a queda dos sites é obra do grupo

EFE |

Os sites do Departamento de Justiça dos Estados Unidos e a da produtora Universal Music, entre outros, estão fora de serviço após serem bloqueados por hackers numa invasão atribuída nesta quinta-feira ao grupo Anonymous, em protesto contra o fechamento do portal de downloads Megaupload.

A conta do Anonymous no microblog Twitter confirma que a queda dos sites é obra do grupo, numa ação batizada como "Operação Represália". O grupo também derrubou as páginas da Associação Americana da Indústria de Gravação e da associação de chefes de Polícia do estado de Utah, além do site de registro de copyrights.

Os ataques contestam uma ação do FBI (polícia federal americana), que nesta quinta-feira anunciou o fechamento da página de downloads Megaupload após uma investigação de dois anos que culminou na prisão de quatro pessoas na Nova Zelândia por um suposto crime de pirataria cibernética.

Com palavras sarcásticas, os hackers ameaçaram invadir também o site do FBI: dizem aos internautas que "preparem as pipocas" para o restante de noite. Este é, segundo eles, "o maior ataque já cometido pelo Anonymous", que conta com pelo menos 5.635 pessoas.

As autoridades acusam o site de fazer parte de "uma organização criminosa responsável por uma enorme rede de pirataria na informática mundial" que causou mais de US$ 500 milhões em danos aos donos de direitos autorais.

O FBI afirmou que a operação encerrada nesta quinta não tem conexão com o projeto de lei antipirataria promovido pelo Congresso dos Estados Unidos e que provocou o "blecaute" ontem de várias páginas em sinal de protesto.

    Leia tudo sobre: EUA INTERNET

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG