grandes proporções - Mundo - iG" /

Grupo da ETA desarticulado ia cometer um atentado de grandes proporções

MADRI - Os nove membros do Complexo Vizcaya (da ETA) presos na última terça-feira pela Guarda Civil da Espanha pretendiam realizar muito em breve um atentado de grandes dimensões no País Basco, informou hoje uma fonte da investigação.

EFE |

O atentado que preparavam seria de grande magnitude e sem nenhuma similaridade com os pequenos explosivos detonados no último fim de semana nas localidades de Laredo e Noja, na região de Santander, que faz limite com o País Basco.

Também disseram que o atentado ia ser cometido em datas próximas, embora não de forma iminente, em um ponto do País Basco.

A Guarda Civil também encontrou em poder do chefe do grupo, Arkaitz Goikoetxea, cinco mapas de cidades da Andaluzia.

As forças de segurança da Espanha atribuem ao grupo atentados com carro-bomba como o que custou a vida do policial Juan Manuel Piñuel, em maio.

O Complexo Vizcaya, o grupo mais ativo da ETA, responsável pela maior parte dos atentados após o encerramento da trégua em junho de 2007, foi desarticulado na última terça pelas forças de segurança espanholas em uma operação na qual pelo menos 9 pessoas foram detidas.

O ministro do Interior da Espanha, Alfredo Pérez Rubalcaba, disse que a estrutura desarticulada era o grupo "mais ativo e dinâmico" da ETA e que tinha uma base de pessoas não fichadas pelas forças de segurança.

Leia mais sobre ETA

    Leia tudo sobre: eta

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG