Grupo armado seqüestra mais um estrangeiro no norte da Somália

Bosasso (Somália), 22 fev (EFE).- Um grupo armado desconhecido sequestrou um estrangeiro que trabalha para uma mineradora em Puntlandia, região autônoma do norte da Somália, confirmou à Agência Efe o governador regional, Muse Gele Yousef.

EFE |

O homem, de origem paquistanesa e cidadania britânica, foi feito refém na área das montanhas Gal Gal, onde realizava trabalhos de prospecção para sua empresa, disse Yousef, segundo quem não há mais detalhes do ocorrido.

A Somália, imersa em um conflito civil há mais de duas décadas, tornou-se um país de alto risco para trabalhadores estrangeiros, voluntários de organizações humanitárias e jornalistas.

Na última quarta-feira, um grupo somali pôs em liberdade as freiras italianas Caterina Giraudo e María Teresa Oliviero, sequestradas numa localidade do vizinho Quênia em 9 de novembro.

No começo de janeiro, também foram soltos o jornalista britânico Colin Freeman e o fotógrafo espanhol José Cendón, que foram mantidos 39 dias no cativeiro na região de Puntlandia. EFE sa/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG