Grupo armado se rende na Nigéria e aceita anistia do Governo

Lagos, 14 ago (EFE).- Um dos muitos grupos armados que operam na zona petrolífera do sul da Nigéria depôs hoje as armas e aceitou a anistia oferecida pelo Governo por 60 dias.

EFE |

Sogboma George e mais de 200 membros do grupo Icelanders, que operavam na área de Buguma, uma comunidade do estado de Rivers, na zona do delta do rio Níger, entregaram as armas em cerimônia na capital provincial, Port Harcourt.

George e seus subordinados entregaram o armamento nos escritórios do Serviço de Segurança do Estado (SSS, na sigla em inglês).

Entre as armas estavam incluídos fuzis de assalto AK-47, G3 e FN, assim como duas metralhadoras pesadas.

O líder rebelde, que após a cerimônia foi levado a Abuja, a capital federal nigeriana, para ser interrogado pelas autoridades, disse que tinha chegado o momento de ele e seus seguidores colocarem fim à violência no Delta do Níger e usar sua "capacidade intelectual para continuar a luta por uma vida melhor na região".

O grupo Icelanders, liderado por George, centrou suas atividades de sabotagem contra instalações petrolíferas ao longo do canal Cawthorne do estado de Rivers e os oleodutos que se estendem até o terminal de exploração de petróleo de Bonny, sobre o rio do mesmo nome.

O Governo nigeriano prometeu reabilitar todos os militantes que renunciarem à violência até 4 de outubro, quando vence a anistia.

EFE da/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG