Grupo armado mata homem a tiros na fronteira com Brasil

Assunção, 7 jan (EFE).- Um grupo armado assassinou hoje um homem a tiros após invadir uma fazenda nos arredores da cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, que faz fronteira com o Brasil, sendo vizinha ao município de Ponta Porã.

EFE |

A vítima foi identificada como Miguel Núñez, de 35 anos, que já havia sobrevivido a outros dois atentados a tiros. Segundo a polícia, seis homens o perseguiram na propriedade rural, que pertencia a seu pai, já falecido.

O corpo de Núñez, filho de um ex-vereador e pecuarista, foi encontrado pelas autoridades após seis horas de busca em uma floresta.

O assassinato acontece um dia após ser encontrado em uma plantação de soja na mesma cidade paraguaia o corpo de um ex-detento brasileiro, José Minotulo, de 31 anos, que recebeu vários tiros e aparentemente foi torturado.

Além disso, na segunda-feira, dois homens mataram a tiros uma menina de 13 anos na frente de casa, em Pedro Juan Caballero. De acordo com a Polícia, os autores do crime teriam confundido a criança com a irmã do brasileiro morto, que seria o alvo inicial.

Na região, marcada pelo aumento de crimes por encomenda nos últimos meses, contrabandistas e narcotraficantes brigam pelo controle dos cultivos de maconha, assim como pelo tráfico de cocaína, segundo as autoridades paraguaias. EFE.

rg/id

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG