Grupo armado mata dez pessoas na fronteira do Camarões com a Nigéira

Yaundé, 24 jul (EFE).- Doze pessoas morreram hoje, entre elas dois militares camaronenses, durante um ataque lançado hoje por um grupo armado contra um destacamento de fuzileiros navais na Península de Bakassi, na fronteira com a Nigéria, informou o Ministério da Defesa do Camarões.

EFE |

Segundo informações, o destacamento foi atacado por um grupo armado que viajava em três embarcações motorizadas pela localidade de Kombo-Abedimo, no extremo leste do Golfo da Guiné.

Na troca de tiros, morreram dois soldados camaroneses e 10 dos integrantes do grupo armado.

O ataque também deixou quatro militares feridos, e oito pessoas do bando armado acabaram detidas.

Em ocasiões anteriores, ações do tipo foram reivindicadas pelo grupo rebelde nigeriano Niger Delta Defense and Security Council (NDDSC).

Bakassi é um território com grandes recursos petrolíferos e pesqueiros, cuja soberania foi disputada há muito tempo por Camarões e Nigéria, até que uma arbitragem internacional entregou a península ao Camarões em agosto de 2006. EFE mai/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG