Grupo armado mata 2 cristãos iraquianos em Mossul

agdá, 16 fev (EFE).- Um grupo de homens armados matou hoje dois iraquianos cristãos na cidade de Mossul, no norte do país, informaram fontes da Polícia.

EFE |

O crime aconteceu em frente à casa das vítimas. Segundo informações, os atiradores usaram armas automáticas com silenciadores e fugiram antes da chegada de agentes.

Por causa dos assassinatos de cristãos nas províncias de Diyala e de Ninawa, cuja capital é Mossul, milhares de fiéis dessa religião têm se refugiado em outras áreas do país.

Ainda em Mossul, outras pessoas ficaram feridas em um ataque contra a sede do partido União Patriótica do Curdistão, liderado pelo presidente iraquiano, Jalal Talabani.

O atentado foi cometido com um carro-bomba detonado durante a passagem de um carro da Polícia com vários detidos.

Desde o começo da campanha eleitoral, no último dia 12 de fevereiro, mais de dez sedes de partidos políticos foram alvo de atentados terroristas.

O Iraque prepara-se para renovar o Parlamento e escolher um novo presidente em 7 de março. EFE am/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG