Homens teriam invadido a festa e disparado indiscriminadamente

Jovens são mortos durante festa em Ciudad Juárez, no México
EFE
Jovens são mortos durante festa em Ciudad Juárez, no México
Ao menos 15 jovens morreram e outros oito ficaram feridos nesta madrugada em Ciudad Juárez, a mais violenta do México que fica na fronteira com os Estados Unidos, quando um comando armado invadiu uma festa e disparou indiscriminadamente, informou o jornal "Juárez Hoy" em seu site. O ataque ocorreu por volta das 23h30 no horário local (2h30 de Brasília) em uma casa onde, segundo comprovou um fotógrafo da Agência EFE, vários corpos estão empilhados à espera das autoridades judiciais.

Ao menos 11 jovens morreram na hora. Uma adolescente morreu enquanto era transferida e outros três, no hospital. Entre os oito feridos há uma menina de 7 anos. Testemunhas afirmaram que os corpos e os feridos "eram tantos que faltou ambulâncias da Cruz Vermelha para prestar socorro", por isso que a adolescente de 15 anos ferida "foi transferida em uma caminhonete do serviço médico legista, no qual acabou morrendo instantes antes de receber atendimento médico".

O fotógrafo da EFE que foi ao local verificou os corpos empilhados protegidos por sacos plásticos pretos. Em um fato similar, outros 15 jovens foram assassinados por um grupo de matadores de aluguel enquanto realizavam uma festa em 31 de janeiro também em Ciudad Juárez.

Várias pessoas já foram detidas por envolvimento com esse massacre. Os cartéis de narcotráfico disputam há vários anos o controle de Ciudad Juárez, cidade na fronteira com El Paso (no Texas, Estados Unidos), onde neste ano já foram contabilizados mais de 2,3 mil assassinatos com média de nove mortes por dia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.