Grupo armado ataca petroleiro no litoral da Nigéria

Lagos, 21 jan (EFE).- O Movimento para a Emancipação do Delta do Níger (Mend) confirmou que um grupo armado aliado é responsável pelo ataque perpetrado hoje contra um navio-tanque no litoral sudoeste da Nigéria.

EFE |

O Mend, principal grupo rebelde do sul do país, confirmou ainda que um tripulante, aparentemente romeno, foi sequestrado durante o ataque contra o petroleiro, identificado pelas forças de segurança nigerianas como "MT Meredith".

Os rebeldes afirmam que lutam contra as autoridades nigerianas para conquistar a autonomia do Delta do Níger e um maior investimento através dos enormes lucros que as multinacionais petrolíferas obtêm junto com o Estado para o desenvolvimento da região, onde a maioria dos habitantes segue vivendo na pobreza.

Em sua carta, o Mend indica que está em contato com o grupo que atacou o "MT Meredith", para assegurar que o marinheiro sequestrado "seja libertado sem danos e o mais rápido possível".

O navio-tanque, que transporta quatro mil toneladas de diesel, foi atacado no rio Bonny e viajava a Port Harcourt, principal cidade petrolífera da região do Delta do Níger, segundo as fontes de segurança, que assinalaram que a embarcação sofreu "graves avarias".

EFE da/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG