Gripe suína pode ter matado 103 pessoas no México

México, 26 abr (EFE).- O Governo do México cifrou hoje em 103 o número de mortes suspeitas de ter sido causadas pelo surto de gripe suína que afeta o país.

EFE |

Até o momento, foram hospitalizadas 1.614 pessoas, das quais 60% receberam alta, informou o secretário (ministro) de Saúde, José Ángel Córdova, em uma entrevista à emissora "Televisa".

"Os últimos reportes que temos nos falam de 1.614 casos, com 103 mortes, e ainda temos aproximadamente 400 pacientes hospitalizados em diferentes pontos do México e de alguns estados do interior da república", afirmou.

Segundo o ministro, as autoridades continuam "com a contingência, estabelecendo todas as ações de prevenção e com a distribuição ampla do remédio para que as pessoas tenham a garantia de que o tratamento nas primeiras 48 horas é muito efetivo".

Horas antes, o presidente do México, Felipe Calderón, tinha indicado que o número de pessoas mortas com sintomas da gripe era de 81, e que o número de hospitalizados subia a 1.364, dos quais 929 tinham abandonado a clínica após a comprovação de que não estavam contagiados. EFE rac/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG