Gripe suína: mais de 10.000 casos e 80 mortes

Um total de 10.243 pessoas foram contaminadas pela gripe suína e 80 morreram desde o surgimento do novo vírus gripal no fim de abril, anunciou a Organização Mundial da Saúde (OMS).

AFP |

  • Saiba mais: tire suas dúvidas sobre a "gripe suína"
  • Problemas para cancelar sua viagem? Conte ao Minha Notícia
  • Saiba quais os sintomas e as recomendações do Ministério da Saúde
  • "A maioria dos novos casos foi registrada nos Estados Unidos e Japão", afirmou Fadela Chaib, porta-voz da OMS.

    O Japão, que pode se tornar o segundo foco autônomo da doença - depois da América do Norte - já tem 210 casos, 51 deles diagnosticados nas últimas 24 horas.

    As autoridades japonesas anunciaram, no entanto, 232 casos no arquipélago.

    União Europeia

    O número de casos da doença na União Europeia chegou 276, dos quais 98 foram contágios dentro do continente, informou hoje o Centro de Prevenção e Controle de Doenças da União Europeia (ECDC, na sigla em inglês).

    Nas últimas 24 horas, foram confirmados cinco novos contágios no Reino Unido (um deles na Escócia), quatro na Espanha e dois na França.

    Destes 11 novos casos, quatro dos registrados no Reino Unido aconteceram por contágio dentro de seu território.

    O relatório diário do centro sobre a evolução da doença continua considerando que o ritmo de propagação na Europa "não é sustentado", e destaca a importância da contenção dos contágios dentro do território europeu para evitar uma maior extensão do vírus.

    Os dados divulgados hoje pelo ECDC correspondem aos 27 Estados-membros da UE, assim como a Noruega, Suíça, Liechtenstein e Islândia.

    Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados.

    Leia também:


    "Gripe suína" no Brasil


    Entenda a "gripe suína"


    Leia mais sobre: gripe suína



      Leia tudo sobre: gripe suína

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG