Gripe Suína limita oferta de lazer e serviços na Cidade do México

México, 28 abr (EFE).- A atividade de restaurantes da Cidade do México, assim como de academias de ginástica, cinemas e teatros, foi hoje total ou quase totalmente limitada, segundo medidas adotadas pelo Governo local para conter a gripe suína.

EFE |

O setor de hotéis, bares e restaurantes, por exemplo, só poderá preparar comida para viagem, e, sob hipótese alguma, os clientes poderão consumir alimentos nos estabelecimentos.

Marcelo Ebrard, chefe de Governo da Cidade do México, que tem quase 19 milhões de habitantes, pediu hoje que a população se prepare para "uma convivência de várias semanas com o vírus".

O Executivo da capital instituiu um fundo de apoio de 150 milhões de pesos (US$ 10,78 milhões de dólares) para as famílias e as empresas que tiverem sua renda ou receita comprometidas pela doença.

A suspensão ou a limitação das atividades do setor de serviço, estabelecidas pelo Governo do Distrito Federal em comum acordo com a Câmara Nacional da Indústria de Restaurantes (Canirac), atinge 25 mil estabelecimentos.

Além de restaurantes, também terão que fechar suas portas bares, cabarés, clubes noturnos, salões de baile, cinemas, teatros, academias de ginástica, clubes esportivos, salões de sinuca e salões de festas infantis.

Já os taxistas e motoristas de ônibus terão que usar máscaras e luvas, do contrário o veículo que estiverem dirigindo será tirado de circulação, por determinação da Secretaria de Transportes da capital (Setravi).

Até o momento, o surto de gripe suína na Cidade do México matou 25 pessoas. EFE jrp/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG