O Iraque decidiu reduzir o número de peregrinos que irão este ano a Meca para evitar os riscos de propagação da gripe suína, informou o porta-voz do governo.

O governo decidiu reduzir o número de peregrinos autorizados a ir a Meca, excluindo os que já foram, a começar pelas pessoas com mais de 65 anos, as crianças com menos de 12, os obesos e as mulheres grávidas.

sk/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.