Gripe suína: EUA desaconselham viagens ao México

O governo dos Estados Unidos pediu nesta segunda-feira aos cidadãos americanos que evitem viajar ao México, no momento em que intensifica os exames sobre as pessoas que ingressam nos EUA, onde já há 44 casos confirmados da doença.

AFP |

O departamento de Estado "adverte os cidadãos americanos sobre os riscos de se viajar ao México neste momento, devido ao foco de vírus H1N1 da gripe suína", assinala um comunicado.

O México é o epicentro da epidemia, com o registro de 149 mortes, incluindo 20 já confirmadas. O país tem 1.614 casos, com 400 pessoas hospitalizadas.

Em aeroportos, portos e fronteiras terrestres dos Estados Unidos, os funcionários começam a interrogar os viajantes e a examinar os que apresentam sintomas de gripe, informou a chefe do departamento de Segurança Interna, Janet Napolitano.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), "fechar fronteiras ou restringir viagens terá, realmente, pouco efeito para deter o movimento do vírus" da gripe suína.

"Seria preciso impor restrições realmente draconianas sobre as viagens para se obter um impacto", estimou hoje o número dois da OMS, Keiji Fukuda.

ao/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG