Gripe suína dá sinais de perda de força nos EUA

Washington, 4 mai (EFE).- A ameaça da gripe suína dá sinais encorajadores de que vem perdendo força nos Estados Unidos, mas a população deve manter suas precauções para evitar o contágio, disse hoje Richard Besser, diretor interino dos Centros para o Controle e Prevenção de Doenças americanos (CDC, em inglês).

EFE |

Até agora, a gripe suína já contaminou 226 pessoas e matou uma nos EUA.

Besser disse que ainda não pode ratificar a opinião das autoridades de saúde do México, que percebem um menor ritmo de contágios.

"Há infecções em quase todos os estados. (...) Ainda há muitas coisas que não sabemos sobre este vírus", disse o diretor interino dos CDC em entrevista ao programa "The Early Show", da rede de televisão "CBS".

Besser relatou que cientistas e autoridades "aprendem algo novo sobre o vírus a cada dia que passa e, por enquanto, as informações mais encorajador são as que se referem à gravidade da doença".

De todo modo, o diretor disse que a população deve continuar cautelosa e deve seguir as medidas de higiene recomendadas para evitar o contágio, como lavar as mãos, cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir e ficar em casa quando houver sintomas de gripe.

EFE jab/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG