Gripe suína: cepa resistente ao Tamiflu descoberta em Hong-Kong

Uma cepa do vírus da gripe suína A (H1N1) resistente ao antiviral Tamiflu foi descoberta nesta sexta-feira em Hong-Kong, anunciou o Departamento de Saúde do território em seu site.

AFP |

"É a primeira vez que um caso de resistência ao Tamiflu foi encontrado em Hong-Kong", disse um porta-voz.

O caso foi descoberto durante testes de rotina sobre a reação do vírus aos antivirais, segundo o site.

A cepa foi isolada a partir de mostra retirada de uma adolescente de 16 anos que chegou a Hong-Kong vinda de São Francisco no mês passado, explicou.

Ela havia sido internada em hospital e decidiu não tomar o Tamiflu, saindo, depois, uma semana mais tarde.

A cepa, no entanto, não é resistente ao Relenza, o outro antiviral utilizado, destacou o Departamento de Saúde.

O grupo farmacêutico suíço Roche havia reconhecido na quinta-feira a existência de um segundo caso em menos de uma semana de resistência ao vírus A (H1N1) a seu Tamiflu.

Trata-se de uma mãe, no Japão, que se contaminou com o filho que, por sua vez, havia sido tratado com o Relenza, do grupo farmacêutico britânico GlaxoSmithKline (GSK). A mãe havia recebido preventivamente o Tamiflu, mas desenvolveu resistência ao medicamento dos laboratórios Roche.

O Instituto dinamarquês de sorologia havia anunciado uma situação aparentemente comparável. Um homem em contacto direto com uma pessoa doente havia recebido tratamento preventivo com o Tamiflu, o que não o impediu de contrair o vírus A (H1N1).

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estimou quarta-feira que se tratava de um caso "isolado" e informou que manteria sua recomendação para o uso do Tamiflu e do Relenza utilizados até agora contra o vírus da gripe suína.

bur-ft/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG