Gripe suína avança no mundo e se aproxima dos 100 mortos

A gripe suína prosseguia nesta terça-feira com seu lento avanço pelo planeta, e se aproximava dos 100 óbitos e 13 mil infectados, enquanto 2 mil passageiros de um cruzeiro eram postos em quarentena na Austrália.

AFP |

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o vírus A (H1N1) já contaminou 12.954 pessoas, em 46 países, e matou 92 desde o início da epidemia, há um mês, no México.

Nas últimas 24 horas, foram registrados oficialmente 439 novos casos de gripe suína.

Nos Estados Unidos, as autoridades de saúde informaram que mais duas pessoas com a gripe suína faleceram em Nova York, onde 42 escolas seguem fechadas para prevenir novos contágios.

No México, o número de mortos subiu de 83 para 85, mas um comunicado do ministério da Saúde destaca que a propagação do vírus "continua com tendência de baixa", já que "não aumentou o número de casos nem de novos falecimentos...".

Estados Unidos, México e Canadá são os países mais afetados pela gripe suína, com 6.764, 4.721 e 921 casos, respectivamente.

O Japão é o quatro país mais atingido pela gripe suína, com 307 casos até o final de semana passado, mas nenhum óbito.

hba/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG