Gripe suína atingiu 100 mil em uma semana, diz governo britânico

O número de novos casos de gripe suína na Grã-Bretanha chegou a 100 mil, de acordo com informações do governo obtidas pela BBC nesta quinta-feira. A estimativa â¿¿ já que o governo não está mais testando todos os casos suspeitos â¿¿ é o dobro da divulgada na semana anterior.

BBC Brasil |

Diante da pandemia, o governo britânico se prepara para lançar uma linha direta sobre gripe suína, que funcionará por telefone e na internet, para esclarecer dúvidas e ajudar no diagnóstico de novos casos.

Os usuários vão responder a um questionário automático sobre os sintomas, com o intuito de reduzir a procura por médicos, que explodiu nos últimos dias.

Os únicos casos em que as autoridades sanitárias recomendam que se procure um médico são os de bebês com menos de um ano de idade, gestantes e pacientes com doenças crônicas.

Abusos
No entanto, muitos criticam o uso de testes automáticos por abrir caminho para abusos de pessoas que podem responder as perguntas com o intuito de obter a droga antigripal.

Para o Serviço Nacional de Saúde britânico (NHS), é um risco que vale a pena correr. O chefe do serviço, Liam Donaldson, afirmou que a pandemia é "o maior desafio de uma geração".

Até o momento, 31 pessoas morreram na Grã-Bretanha, de um total de 700 em todo o mundo. No entanto, o número pode subir com a divulgação das últimas estatísticas do país.

A estimativa de 100 mil casos foi obtida antes da divulgação oficial dos números atualizados e está de acordo com as previsões de especialistas.

Inicialmente, a linha direta para gripe suína vai ter 1,5 mil atendentes, mas pode chegar a 2 mil, caso seja necessário.

O serviço vai funcionar entre 8h e meia noite, mas o horário de atendimento também pode ser ampliado, se o governo achar necessário.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG