A primeira epidemia de gripe H1N1 do outono chegou ao Canadá por comunidades indígenas isoladas da ilha de Vancouver, no oeste do país, anunciou nesta quinta-feira a Associação Médica Canadense (AMC).

Um médico citado pela publicação afirmou ter tratado recentemente "dezenas" de doentes nas comunidades indígenas da ilha Flores, diante de Vancouver.

Segundo as autoridades, as comunidades indígenas são mais vulneráveis à gripe que o restante da população canadense devido às precárias condições de higiene em que vivem.

A gripe suína já deixou 76 mortos no Canadá, segundo o último balanço anunciado quarta-feira pela ministra federal da Saúde, Leona Aglukkaq.

jl/yw/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.