Gripe H1N1 é confirmada na Turquia e na Índia

ISTAMBUL (Reuters) - A Turquia e a Índia confirmaram neste sábado seus primeiros casos de gripe H1N1, todos envolvendo passageiros que chegaram dos Estados Unidos por via aérea. Trinta e oito países já confirmaram casos do vírus, uma mistura de vírus de porco, humano e de aves, que no mês passado fez a Organização Mundial da Saúde (OMS) aumentar o nível de alerta de pandemia global para 5 em uma escala de 6 pontos.

Reuters |

A cidade japonesa de Kobe informou que poderá fechar algumas escolas públicas por uma semana após oito pessoas terem sido confirmadas como infectadas pelo vírus H1N1, comumente conhecido como gripe suína.

Três de oito casos são de jovens estudantes de uma mesma escola --nos primeiros casos confirmados no Japão que envolvem pessoas que não estiveram fora do país. Os outro cinco casos apareceram em outra escola, informou a agência de notícias Kyodo.

A OMS, cujos dados são divulgados com atraso em relação às informações registradas por cada país, informou que o número de casos confirmados no mundo está em 8.451, com 72 mortes.

A maioria das mortes, 66, ocorreu no México, onde o surto começou. Os Estados Unidos informaram quatro, e o Canadá e a Costa Rica, um cada.

FAMÍLIA EM QUARENTENA

A Turquia identificou os primeiros dois casos em um casal que viajava dos Estados Unidos para o Iraque, afirmaram autoridades de saúde e a imprensa local.

Um norte-americano de 26 anos, viajando desde Amsterdã, foi descoberto com a doença depois de chegar na sexta-feira ao aeroporto Ataturk de Istambul. Ele tinha como destino o Iraque, informou o ministério da Saúde da Turquia. Câmeras detectoras de calor instaladas no aeroporto registraram que ele chegou com febre alta.

Autoridades, depois disso, descobriram que a esposa dele também tinha sido infectada, informou o canal de televisão

NTV.

O casal foi colocado em quarentena junto com outros membros da família e estão sob observação em um hospital da Turquia.

A família iraquiana-americana estava viajando em uma aeronave da KLM para Istambul que transportava 163 passageiros, a maior parte dos quais está sendo monitorada, segundo o ministério da Saúde da Turquia.

Na Índia, o ministério da Saúde do país confirmou o primeiro caso da gripe H1N1 em um indiano que tinha viajado dos Estados Unidos, via Dubai, para a cidade de Hyderabad.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG