Gripe H1N1 deve cortar PIB do México em 2,2% no 2o tri--Bird

SEUL (Reuters) - As consequências da nova gripe H1N1 podem diminuir em 2,2 por cento o Produto Interno Bruto (PIB) do México no segundo trimestre, disse na segunda-feira o Banco Mundial (Bird). Se os recentes níveis de transtorno no comércio, nos restaurantes, na hotelaria e no transporte persistirem na região da Cidade do México, podem reduzir o PIB do segundo trimestre em até 2,2 por cento, afirma o relatório 2009 sobre Desenvolvimento Mundial difundido em Seul durante uma conferência internacional.

Reuters |

Golpeada pela recessão dos Estados Unidos, a economia do México se contraiu cerca de 8,2 por cento no primeiro trimestre em comparação ao mesmo período de 2008, a maior retração econômica desde 1995.

Mas alguns especialistas dizem que a economia mexicana pode já ter atingido o fundo do poço e previram um crescimento na segunda metade de 2009.

Na semana passada, o banco central mexicano reduziu as taxas de juros pelo sexto mês consecutivo, mas advertiu que o ciclo de cortes estava próximo de terminar.

(Reportagem de Yoo Choonsik)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG