Gripe faz aulas serem suspensas por 1 semana em departamento hondurenho

Tegucigalpa, 6 ago (EFE).- Os ministérios da Saúde e da Educação de Honduras, em resposta ao aumento dos casos de gripe suína, suspenderam as aulas por uma semana nas escolas do departamento (estado) de Francisco Morazán (centro), ao qual pertence a capital Tegucigalpa.

EFE |

A suspensão se estende a "todos os centros educativos públicos e privados do departamento", informou à imprensa o ministro da Saúde, Mario Villafranca.

Villafranca disse que a medida foi tomada em conjunto com o Ministério da Educação, devido à confirmação de casos da doença em duas escolas particulares de Tegucigalpa e de suspeitas de mais doentes em outros 14 centros.

"Não podemos nos descuidar. É preciso tomar medidas" para evitar a propagação da doença, destacou o ministro.

Villafranca afirmou que, até agora, a gripe suína causou pelo menos seis mortes em Honduras, quatro delas confirmadas nos últimos sete dias.

Além disso, os casos reportados desde segunda-feira subiram de 231 para 254 e há outras duas mortes em estudo.

A suspensão das aulas atingirá mais as escolas do setor privado, já que as públicas estão semiparalisadas há vários dias em virtude de uma greve de professores que apoiam o presidente derrubado, Manuel Zelaya.

Parte do setor da saúde parou pelo mesmo motivo, mas vários hospitais e unidades do Ministério da Saúde funcionam normalmente, segundo a imprensa.

O primeiro caso da gripe em Honduras foi confirmado em 21 de maio. Já a primeiro morte foi registrada em 22 de junho, segundo as autoridades de saúde. EFE lam/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG