Gripe causa prejuízo de US$ 50 mi por dia à Cidade do México

México, 6 mai (EFE).- A economia da Cidade do México perde US$ 50 milhões por dia em razão do surto de gripe suína, principalmente pela queda na atividade de hotéis, cinemas e teatros.

EFE |

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados.

Segundo a câmara de comércio da capital mexicana, cinemas, casas de festa, teatros e hotéis são os que mais vêm perdendo, com 80% de prejuízo. Desde o início da crise, em 23 de abril, as perdas totalizam US$ 600,5 milhões.

O organismo destacou ainda o forte impacto da epidemia nas papelarias e livrarias, cujas vendas caíram 65%, e atacadistas de alimentos, bebidas e tabaco, com 45%.

Além disso, foram afetados os setores de venda de automóveis (35%), animais de estimação, presentes e artesanato (33%), transporte turístico (30 %) e agências de viagens (25%).

O setor de comércio, serviços e turismo, terceira fonte de receitas do país, registrou queda de 35,2% e é um dos mais prejudicados pela atual epidemia, que já deixou 42 mortos e 1.070 infectados.

A câmara de comércio calcula também que devido à recessão, agravada pela conjuntura atual, haverá uma contração do Produto Interno Bruto (PIB) de entre 5,2 e 5,5% em 2009, além da perda de 750 mil empregos.

Diante desta situação, a organização espera que as autoridades tomem as medidas necessárias para superar os riscos da epidemia e fazer a economia voltar a andar no país. EFE pem/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG