Santiago do Chile, 13 ago (EFE).- O número de mortos pela gripe A no Chile subiu para 112 e os casos confirmados chegaram a 12.

104, embora a doença tenha dado sinais de perda de força na última semana, informaram hoje as autoridades de Saúde do país.

Na 30ª semana desde a aparição do vírus A(H1N1) no Chile, a tendência descendente é "clara" em todas as regiões do país, segundo o Ministério da Saúde chileno.

Segundo o relatório, os 12.104 casos positivos correspondem a 352.742 notificações. Os 1.212 paciente em estado grave têm a idade média de 32 anos.

Ainda de acordo com o Ministério, a taxa de hospitalização chega a 7,2 por cada 100 mil habitantes. Além disso, 55% dos casos graves correspondem a mulheres e 46% do total de infectados pelo A(H1N1) apresenta antecedentes de doenças crônicas.

Dos 112 falecimentos, 105 foram classificados como mortes associadas diretamente à gripe A. O restante está em estudo ou então corresponde a casos nos quais o vírus não apresentou um papel preponderante na cadeia de eventos que levaram à morte. EFE ns/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.