Grife dinamarquesa volta a lançar produtos com logo das Farc

Copenhague, 28 ago (EFE).- A marca de roupas dinamarquesa Fighters and Lovers, que é julgada por tentativa de apoiar as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e a Frente Popular para a Libertação da Palestina (FPLP), lançou hoje uma nova série de produtos com os logotipos dos dois grupos guerrilheiros.

EFE |

A Polícia dinamarquesa deteve, em fevereiro de 2006, sete pessoas e fechou o site da empresa, depois que esta anunciou que destinaria um quinto dos seus ganhos com algumas camisetas à Radio Resistencia (vinculada às Farc) e a uma oficina gráfica da FPLP.

Na operação os agentes confiscaram 24 mil coroas (US$ 4.500).

A nova variedade de produtos inclui camisetas, perfumes e lenços para a cabeça, embora o dinheiro se destine desta vez ao apoio de grupos de advogados que defendem presos políticos na Colômbia e em território palestino, como anunciou a empresa em um ato realizado em um pub no centro de Copenhague.

O lançamento precede o reatamento do julgamento de sete pessoas vinculadas a Fighters and Lovers, que será retomado no próximo dia 3 na Audiência Regional do Leste da Dinamarca.

Os acusados foram absolvidos em dezembro de 2007 na primeira instância por violar o artigo 114B do código penal, que pune o apoio financeiro a grupos terroristas com até dez anos de prisão.

O tribunal considerou que, segundo as provas apresentadas, não se podia concluir que as Farc e a FPLP eram organizações terroristas.

A Promotoria, que depois recorreu da sentença, tinha pedido então penas de prisão de três a nove meses para os acusados. EFE alc/bm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG