Os bancos e entidades financeiras na Argentina foram paralisados nesta quinta-feira por uma greve sindical, informou uma fonte oficial.

A greve teve alto índice de participação, e foi acompanhada por reuniões e protestos na City, como é conhecido o centro portenho, praticamente paralisado nesta quinta-feira.

O sindicato La Bancaria exige um aumento salarial de 25%.

A greve atingiu um nível de participação "próximo a 87% em todo o país", segundo o sindicato, que destaca que os bancos "registraram lucros gigantescos em 2008 e no primeiro trimestre de 2009, apesar da crise econômica mundial".

ls/yw/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.