Greve geral no Líbano causa distúrbios em Beirute

Partidários da maioria anti-síria e da oposição libanesa bloquearam nesta quarta-feira várias estradas, entre elas a via de acesso ao aeroporto, e protagonizaram confrontos com pedradas em bairros de Beirute, devido à controvérsia sobre uma greve geral.

AFP |

O grande deslocamento das forças de segurança e do Exército não impediu que os distúrbios ocorressem em diversos bairros da capital.

O motivo dos protestos é uma greve geral organizada pela Confederação Geral de Trabalhadores do Líbano (CGTL), a principal central sindical libanesa, que tem o apoio da oposição.

Seguidores do partido da Corrente do Futuro presidido pelo líder anti-sírio sunita, Saad Hariri, e dos movimentos xiitas Hezbolah e Amal, trocaram pedradas no setor misto da cidade.

O Exército agiu com tiros para o alto, mas não foi capaz de controlar os distúrbios. Canais de televisão local mostraram imagens de jovens correndo com o rosto ensanguentado.

Partidários dos dois grupos também dispararam tiros em outros bairros mistos, como Ras el Nabe e Noueiri, próximos do centro de Beirute, onde era possível ouvir disparo de foguetes RPG, segundo as redes de televisão.

Locais ligados ao partido Corrente do Futuro foram incendiados e um partidário de Amal foi ferido a bala.

Incidentes similares foram registrados no oeste da capital.

Alguns bairros da capital estão praticamente desertos.

Grupos de jovens, simpatizantes da oposição, alguns com os rostos cobertos, bloquearam estradas, inclusive a avenida que leva ao aeroporto, no limite sul de Beirute, onde a maioria é xiita, ponto de referência do Hezbollah.

Entre as 9h00 e as 15h00, horário local, pousos e decolagens foram cancelados.

Uma manifestação prevista pela CGTL foi anulada por "razões de segurança", indicaram fontes sindicais.

O Líbano enfrenta uma crise política sem precedentes desde o fim da guerra civil (1975-90). O país sofre com a maioria anti-síria, grupo do governo, e a oposição, que disputam o poder. Desde 24 de novembro de 2007 o Líbano não tem um presidente.

bur-ram/cl/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG