Greve em rádio e TV públicas da França contra reforma no setor

Os funcionários da rádio e da televisão públicas da França realizam nesta terça-feira uma greve de 24 horas em protesto contra uma polêmica reforma, defendida pelo presidente conservador Nicolas Sarkozy, que levanta temores sobre a vontade de o governo controlar esses meios de comunicação.

AFP |

Nesta primeira greve do setor em mais de 20 anos, os programas de rádio e TV sofrerão interrupções durante todo o dia, coincidindo com o exame desta reforma na Assembléia Nacional (câmara de Deputados).

Este projeto prevê a supressão da publicidade na televisão pública e a nomeação dos executivos desta pelo governo.

Os sindicatos acham que a supressão da publicidade na mídia pública beneficiará os canais privados, principalmente de grupos industriais de empresários ligados a Sarkozy, que recuperarão grande parte do pacote publicitário.

O grupo France Televisions é um holding que reúne cinco canais de televisão pública, entre os quais as mais importantes são a France 2 e France 3.

Também temem um plano de supressão de postos de trabalho baseado na demissão voluntária de 900 colaboradores que não serão substituídos.

A oposição francesa de esquerda e de centro prometeu se opor a esse projeto durante o debate parlamentar.

bur-hr/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG