Greve convocada pela oposição causa graves incidentes em Beirute

Beirute, 7 mai (EFE) - A greve geral convocada hoje pela oposição contra o alto custo de vida causou graves incidentes em Beirute, que ficou totalmente paralisada desde o começo da manhã. Na capital libanesa, onde reina uma calma aparente, grupos a favor do Governo e opositores protagonizaram vários choques ao longo de toda a manhã, que deixaram pelo menos dez feridos e muitos danos materiais, segundo fontes policiais. Entre as vítimas há dois soldados do Exército libanês e três membros do partido Movimento do Futuro, liderado pelo chefe da maioria parlamentar Saad Hariri, que ficaram feridos na explosão de uma granada na sede do grupo. Além disso, dois jornalistas do jornal local Al-Balal foram agredidos por um grupo de pessoas em Corniche Mazraa e foram hospitalizados. Na via de acesso ao aeroporto internacional Rafik Hariri vários caminhões despejaram areia para bloquear a passagem, tanto de veículos quanto de vários viajantes, entre eles a cantora libanesa Fairuz, que retornava dos Emirados Árabe Unidos. Segundo a imprensa local, seguidores do grupo xiita Hisbolá, líder da oposição, pretendem acampar no acesso ao aeroporto para pressionar para que o Governo volte atrás de sua decisão de eliminar a rede de telecomunicações paralela à estatal instalada pelo movimento opositor em diferentes partes do país. Além disso, os manifestantes exigem a renúncia de Wafic Choucair, encarregado da segurança do aeroporto. As forças da ordem intervieram e...

EFE |

EFE ks/iw/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG