Gregos retomam protestos violentos por morte de jovem

ATENAS - Grupos de radicais iniciaram 2009 na Grécia com ataques na madrugada desta quinta-feira contra bancos, concessionárias de veículos, automóveis e lojas em Atenas e Salônica, sem que se tenham registrado vítimas, informou a polícia.

EFE |

Os radicais reiniciaram os atos de violência após três dias de trégua nos piores distúrbios registrados no país nos últimos 35 anos, provocados pela morte, em 6 de dezembro, de um jovem de 15 anos pela polícia.

Filiais de bancos foram atacadas com bombas incendiárias em vários bairros atenienses e duas concessionárias de carros foram danificadas pelo fogo.

No porto de Salônica, um grupo de radicais atacou com explosivos caseiros vários escritórios de bancos, uma loja e 23 contêineres de lixo foram incendiados.

Segundo os blogs "Indymedia" e "Troktiko", policiais lançaram gás lacrimogêneo contra grupos de radicais em Atenas e Salônica, mas a informação não foi confirmada pela polícia .

O blog "Indymedia" informou que 600 pessoas se reuniram na madrugada nos arredores da prisão de Koridalos, em Atenas, para protestar contra detenção de cerca de 60 pessoas, à espera do julgamento por sua suposta participação nos distúrbios das semanas anteriores.

A página divulgou ainda imagens dos radicais com cartazes nos quais pediam "a imediata liberdade dos detidos" e informou que os presos atearam fogo em objetos dentro das celas.

Leia mais sobre Grécia

    Leia tudo sobre: grécia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG