Tamanho do texto

Três moradores da ilha grega de Lesbos fracassaram em ação judicial para tentar proibir o uso da palavra lésbica para descrever mulher homossexual. Eles argumentavam que o uso do termo para se referir a mulheres gays é um insulto para a sua identidade.

Mas um tribunal na capital da Grécia, Atenas, decidiu que não havia justificativa para a alegação dos moradores, pois a palavra não define a identidade dos nativos da ilha do Mar Egeu.

Os gregos costumam se referir à ilha como Mitilene - nome de sua capital.