Greenpeace protesta na Alemanha contra usinas nucleares

Berlim, 11 set (EFE).- Ativistas da organização ambientalista Greenpeace protestaram hoje perante as usinas nucleares distribuídas por toda a Alemanha para exigir o fechamento das sete centrais mais antigas.

EFE |

Um porta-voz da organização comentou que os ativistas projetaram nas torres de refrigeração de centrais como as de Krümmel, perto de Hamburgo, e de Biblis, no estado de Hesse, mensagens luminosas para realçar suas reivindicações.

Por ocasião dos oito anos dos atentados terroristas contra as Torres Gêmeas em Nova York, o Greenpeace ressaltou que as antigas usinas atômicas alemãs estão indefesas diante de um possível ataque suicida com aviões e representam uma ameaça para a população.

"Principalmente as usinas nucleares mais antigas são uma grande ameaça para milhares de pessoas", disse o porta-voz da organização ambientalista.

As ações do Greenpeace afetaram também as usinas nucleares de Neckarwestheim e Philippsburg, no estado alemão de Baden-Württemberg.

"Só é seguro desligar Philippsburg", dizia a mensagem projetada na torre de refrigeração da usina nuclear.

O Greenpeace comentou que sua ação de protesto simultâneo ocorreu ao longo de uma hora nas centrais nucleares mais antigas da Alemanha. EFE jcb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG