Greenpeace pede a Obama e a Calderón ações contra mudança climática

Ativistas do Greenpeace se manifestaram, nesta quarta-feira, na capital mexicana, para pedir ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e a seu homólogo mexicano, Felipe Calderón, que façam alguma coisa em relação ao aquecimento global, na véspera da chegada de Obama ao México.

AFP |

"O encontro de Obama e Calderón abre a oportunidade para que assumam a liderança necessária não apenas para resolver temas como insegurança, narcotráfico, migração, ou crise financeira de ambos os países, como também, e em primeiro lugar, a mudança climática", afirmou a coordenadora de Mudança Climática e Energia da ONG, María José Cárdenas.

O presidente dos EUA chegará, amanhã, à Cidade do México, para uma visita de Estado de um dia.

Cerca de 25 ativistas da organização ambientalista colocaram um grande cartaz em um monumento da cidade, com as imagens de Obama e de Calderón, com a legenda "Save the climate, act now!" (salvem o clima, ajam agora!).

As metas de redução de emissões dos Estados Unidos, propostas por Obama "não estão à altura do que se requer e do que é possível para esse país", informou a ONG em uma nota à imprensa.

"Fica no ar a pergunta sobre se os Estados Unidos realmente serão capazes de liderar a luta para salvar o clima do planeta, como prometeu", acrescentou o Greenpeace.

lp/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG