Em um protesto inusitado, o grupo ambientalista Greenpeace despejou cinco toneladas de cabeças de atum na frente do Ministério da Agricultura da França nesta segunda-feira. A manifestação em Paris tinha como objetivo pedir a proibição da pesca do atum vermelho.

A proibição serviria para preservar a espécie, uma das mais exploradas pela indústria pesqueira.

O Greenpeace afirma que o protesto demonstra o apoio da organização à reunião da Comissão Internacional pela Preservação do Atum Atlântico, realizada até o dia 24 de novembro em Marrakesh, no Marrocos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.