Grécia: imigrantes se juntam aos jovens para manifestar

Os imigrantes se preparam neste sábado para manifestar em Atenas e reforçar a luta engajada dos jovens, duas semanas após a morte de um adolescente por um policial, que comoveu todo o país e fragilizou o governo de direita.

AFP |

Após o chamado do Comitê contra o "Pacto de imigração e de asilo da União Européia", as organizações de imigrantes e antiracistas devem se reunir à tarde em frente à Universidade de Atenas no centro da capital.

Mais de um milhão de imigrantes vivem na Grécia, ou equivalente a 10% da população, entre eles quase 200.000 sem documentação, número este que vem aumentando há meses com pessoas que estão chegando ao país vindas do Paquistão, do Afeganistão e do Iraque.

Esta manifestação é apoiada pelo sindicato dos professores do ensino médio (Olme), que denunciou, assim como vários sindicatos, a "arbitrariedade e a má organização da polícia", após a morte de Alexis Grigoropoulos, 15 anos, atingido por um policial dia 6 de dezembro no bairro de Exarchia em Atenas.

hec/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG