Grécia enfrenta novo dia de manifestações e paralisações

Atenas, 18 dez (EFE).- Estudantes e trabalhadores convocaram para hoje uma jornada de protestos e paralisações contra a política econômica do Governo conservador local e para expressar seu mal-estar pela morte de um adolescente baleado pela Polícia em 6 de dezembro.

EFE |

A União de Funcionários Civis deve iniciar uma greve entre as 11h30 locais (7h30 de Brasília) e as 15h (11h de Brasília), e convocou uma manifestação no centro de Atenas em protesto contra os orçamentos estatais discutidos no Parlamento.

Os controladores da aviação civil participarão da greve entre o meio-dia e as 15h (8h e 11h de Brasília), o que forçará o cancelamento de 32 vôos e à modificação de outros 61, informou o aeroporto de Atenas.

Os bancários se somarão à greve e os enfermeiros anunciaram que não vão trabalhar durante toda a jornada.

A Confederação de Trabalhadores da Grécia e os estudantes filiados ao Partido Comunista convocaram uma manifestação às 15h locais (11h de Brasília) no centro de Atenas para protestar contra a morte do adolescente e expressar seu mal-estar pela situação econômica.

Já a federação de docentes de ensino médio e outros estudantes vão se reunir ao meio-dia (8h de Brasília) em outro ponto do centro da capital.

Os professores universitários também ficarão parados entre o meio-dia e as 15h (8h e 11h de Brasília) em protesto contra a situação do ensino no país.

Em Salônica, os estudantes realizarão um concerto ao ar livre ao meio-dia (8h de Brasília) no porto norte da capital. EFE afb/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG