Grécia deve adotar mais medidas de austeridade, avisa premiê

SÃO PAULO - O primeiro-ministro da Grécia, George Papandreou, alertou nesta sexta-feira da possibilidade de mais medidas de austeridade. Segundo ele, a sobrevivência do país está em jogo nas negociações com a União Europeia e o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Valor Online |

SÃO PAULO - O primeiro-ministro da Grécia, George Papandreou, alertou nesta sexta-feira da possibilidade de mais medidas de austeridade. Segundo ele, a sobrevivência do país está em jogo nas negociações com a União Europeia e o Fundo Monetário Internacional (FMI). "As medidas que devemos tomar, medidas econômicas, são necessárias para proteger nosso país", salientou o premiê. No fim de semana, ministros das Finanças da zona do euro devem se reunir em caráter emergencial para discutir o caso da Grécia, que está no aguardo da liberação dos recursos acertados entre líderes europeus e o Fundo. A edição do britânico Times revelou que estão entre as medidas um aumento na idade de aposentadoria de 53 anos para 67 anos e um congelamento de salário de três anos e cortes no pagamento do setor público. Porta-voz da Comissão Europeia informou que o pacote de ajuda para Atenas pode ser decidido amanhã."O fim está em vista", declarou Amadeu Altafaj, conforme matéria do New York Times (NYT). (Juliana Cardoso | Valor, com agências internacionais)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG