Gravidez de ministra francesa é destaque na imprensa européia

A confirmação da gravidez da ministra francesa da Justiça, Rachida Dati, e um desmentido do ex-premier espanhol José María Aznar a um boato que atribuía a ele a paternidade são destaques na imprensa européia nesta quinta-feira.

AFP |

Uma foto da ministra com a visível gravidez ocupa a primeira página de toda a imprensa italiana, assim como na Espanha.

Dati, solteira de 42 anos, que foi a maior surpresa do presidente francês Nicolas Sarkozy no anúncio do ministério, reconheceu que estava grávida, mas disse que não revelaria o pai da criança.

A imprensa de Madri menciona como pai um "político espanhol aposentado".

O conservador José María Aznar, que comandou o governo da Espanha de 1996 a 2004, desmentiu os "rumores" de que seria o pai.

A Fundação para a Análise e Estudos Sociais (FAES), da qual Aznar é presidente, divulgou um comunicado desmentindo qualquer relação do ex-chefe de Governo, casado, pai de três filhos e avô, com a gravidez de Dati.

Para o jornal El Mundo, o episódio ilustra "como a internet mudou as regras do jogo, servindo como plataforma para a publicação de rumores e notícias sem fontes, que dificilmente teriam espaço nos meios tradicionais, mas que no fim acabam nestes quando os protagonistas da pseudonotícia se vêem forçados a agir".

O italiano Corriere della Sera elogia a ministra francesa, afirmando que ela é "um exemplo para as mães solteiras".

"Quem é o pai do filho da ministra francesa?", questionam o turco Hürriyet e o britânico Daily Telegraph em seu site.

No Reino Unido, a gravidez de Dati não mereceu grandes manchetes, nem mesmo nos tablóides mais sensacionalistas.

bur-pal/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG